Loading...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

1º Ano: Aula 03 - Determinismo Geográfico e Biológico


Na ultima aula vimos a questão do etnocentrismo e do relativismo cultural, ou seja, como se portar perante as diferenças, o etnocentrismo é, como vimos, atribuir a sua própria cultural um nível superior as outras, já o relativismo cultural, como o nome diz relativa essa questão, percebendo que deve se entender  as diferenças que os outros grupos sociais têm de nos mesmos. Como a primeira conclusão que podemos tirar dessa analise? Há diferenças entre as diversas sociedades, ou seja, cada povo se desenvolve de uma forma.
Portanto, cada povo ao longo da sua historia foi ganhando aspectos que acabaram por os caracterizarem, ou apenas o diferenciar de outros. E com a globalização passou-se a ter maior conhecimento desses aspectos diferenciais de cada povo, de cada país. Então começamos a ter idéias de como caracterizar essas pessoas, antes mesmo de conhecer suas especificidades. Baianos virão preguiçosos e festivos, mineiros devagar, amazonenses são todos índios, cariocas são malandros, gaucho é viado, paulista é chato. Ou internacionalmente, brasileiros gostam de samba, carnaval e caipirinhas, portugueses são padeiros, alemães bem cerveja em demasiado, japoneses são trabalhadores, franceses são cultos e educados, americanos são gordos e burros, judeus são pão-duro. É nítido que criamos imagens das pessoas que nem conhecemos, afinal existem diferenças, mas por que brasileiros são diferentes dos argentinos, dos europeus, dos asiáticos? Por que os povos se desenvolvem de forma tão diferente.
Ao longo da historia e do contato entre os povos, vários formas de tentar responder à essas diferenças. Existem duas formas ERRADAS que foram muito propagadas ao longo do tempo, são elas o determinismo geográfico e determinismo biológico. Pelo nome já é possível imaginar o que seria cada uma delas.
Determinismo Geográfico: postura segundo a qual se acredita que as diferenças de ambiente físico condicionam totalmente a diversidade cultural. Ou seja, segundo essa postura, os homens são diferentes,pois habitam áreas geográficas diferentes: umas mais frias, outras mais quentes, ou mais próximas do mar, outras mais altas.
Determinismo Biologico: As diferenças culturais seriam explicáveis a partir de traços genéticos que diferenciariam os povos. Os estereótipos de cada povo seriam determinado pelo sangue, ou seja, separa-se por “raças”.
Onde essas formas de pensar estão erradas? Por que não podemos separar os diversos povos a partir APENAS de conceitos geográficos ou biológicos?


Nenhum comentário:

Postar um comentário